Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lóbi do Chá

Lóbi do Chá

Governar e amealhar

por Zé Pedro Silva, em 30.05.09
O dinheiro que os políticos "fazem" nos seus "investimentos" cheira sempre muito mal. Há quem diga que é tudo inveja dos "governados", mas não me parece.

Manifestamente, não me parece. Aliás, quando soube que, através do grupo SLN, Cavaco Silva tinha realizado mais-valias de 147 mil euros e a sua filha outros tantos, senti imediatamente alegria e ansiedade: alegria por ele e por ela; ansiedade enquanto não percebo para que quer tanto dinheiro, uma família aparentemente tão frugal.

Mas não se tratando de inveja, o fedor dos "bons investimentos" dos políticos tem outra causa, para mim elementar: quem vive da política tem à sua disposição, basta procurar, informações privilegiadas e recursos públicos que dão uma preciosa "ajuda" na escolha de "investimentos".

Assim, o presidente Cavaco não está - ninguém acredita que esteja - envolvido nos "esquemas" do pavoroso grupo SLN, mas ali em tempos, discretamente com a sua filha, triplicou, quadruplicou ou quintuplicou uns "dinheiros", num negócio que jamais teria conhecido se a sua carreira política tivesse sido feita na tesouraria da Junta de Boliqueime.

O caso só muda de figura quando sabemos que Cavaco permitiu que um homem tão forte quanto suspeito, do tão lucrativo quanto engenhoso grupo SLN, se arrastasse pelo eminente Conselho de Estado até que um acesso de bom senso visitasse o conselheiro, fenómeno que ocorre com a frequência das visitas do cometa Halley. A delonga parece agora, mais que amizade, gratidão.

O raio dos raios

por Zé Pedro Silva, em 29.05.09
Por estes dias, os raios ultravioleta estão muito fortes. Os futebolistas não estão em risco porque andam sempre de boné e óculos escuros, mas as senhoras e os senhores devem tomar medidas.

Recomenda-se, por isso, sombrinhas e água potável. Desaconselha-se vivamente exposição solar e negócios em Porto Rico.

Nesta selva

por Zé Pedro Silva, em 28.05.09
O Jardim Zoológico de Lisboa comemora 125 anos, mas hoje em dia, nesta selva, é difícil perceber onde começa e acaba o Zoo.

A macacada é geral. Não é preciso ir a Sete Rios para ver animais. Nem ao Badocha Park*.

*Em rigor, o famoso safari alentejano chama-se Badoca Park.

Linques

por Zé Pedro Silva, em 27.05.09

BlogosFeira

Capa de Colombo

por Zé Pedro Silva, em 26.05.09
A capa da próxima The New Yorker é da autoria de Jorge Colombo. O artista português que se mudou para os Estados Unidos em 1989 desenhou-a no seu iPhone, através da aplicação Brushes. Esteve por uma hora em frente ao Madame Tussaud's Wax Museum, em Times Square.

Mas é evidente que o talento de Colombo não cabe numa só capa. E assim, todas as semanas, no newyorker.com, um novo desenho.

E... Colombo a trabalhar:

Contactos

por Zé Pedro Silva, em 26.05.09

E-mail: jcs [at] lobidocha.com

O optimista e o poeta

por Zé Pedro Silva, em 25.05.09
Não dá para acreditar nas inanidades que os políticos proferem durante campanhas eleitorais. Por exemplo, Sócrates disse que nunca viu «um pessimista criar um único posto de trabalho». É possível que nunca tenha visto porque Portugal não tem criado muitos postos de trabalho. Duvido, aliás, que Sócrates tenha visto alguém, optimista ou pessimista, a criar um único posto de trabalho.

Depois temos Paulo Rangel, que não tem dúvidas: «se o PSD ganhar começa uma nova era». Por isso, continua o candidato: «dia 7 de Junho é o dia de cumprir esse dever, é o dia de servir Portugal, é o dia de cumprir Portugal».

O estilo de Rangel é uma mescla de Obama e Fernando Pessoa. "Começar uma nova era" é claramente Obama. "Dia de cumprir Portugal" é mais pessoano. Mas a verdade é que nem em Boticas o candidato perde universalidade.

Fitas

por Zé Pedro Silva, em 25.05.09
As coisas estão a melhorar, porque o calor está a chegar e entretanto um realizador português - o João Salaviza - ganhou a (curta) Palma de Ouro com a sua curta-metragem - "Arena".

Boas notícias para a Língua Portuguesa, que raramente se ouve nestes palcos. Só nos relvados ainda vai ecoando.

Reportagem do programa Fotograma, da RTP, sobre "Arena":

Advogado do Diabo

por Zé Pedro Silva, em 23.05.09



O Bastonário Marinho Pinto, homem de grande frontalidade, não gostou da frontalidade de Manuela Moura Guedes e disse o que nem Sócrates diria.

Um computador infernal

por Zé Pedro Silva, em 22.05.09
O Magalhães é um monte de problemas. Eu não tenho nenhum, mas já estou farto dele. Desde logo porque é feio. Parece um brinquedo, daqueles que se abrem para a criança enfiar o cubo no quadrado e a esfera na circunferência.

Depois tem erros de Português, o que é lamentável num computador produzido na China, quanto mais num produzido em Portugal.

E agora a Europa vem dizer, como se a humilhação não bastasse, que o Estado português pode ter violado regras básicas da concorrência na aquisição dos computadores por ajuste directo.

Enfim, parece que a única virtude do Magalhães é ser resistente. Supostamente não quebra, como qualquer vaso ruim.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D