Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lóbi do Chá

Lóbi do Chá

Queria...

por Zé Pedro Silva, em 30.09.09

«Um dia em que alguém, farto da impunidade do insulto e da calúnia, processe meia dúzia dos habituais cultores do género, fica rico com as indemnizações.» – Diz Pacheco Pereira, no seu Abrupto, sobre as grosserias que Filipe Nunes Vicente assinalou nas críticas ao Presidente.


Pacheco é como Cavaco. Directamente não assinala grosserias. Assinala os assinalos dos outros.


Mas nem era sobre isto que eu queria falar. Era sobre o tom ameaçador de «um dia em que alguém, farto da impunidade do insulto e da calúnia, processe mais dúzia dos habituais cultores do género, fica rico com as indemnizações».


Isto é que é asfixia democrática... Pacheco Pereira ameaça a opinião pública com processos judiciais e vai já adiantando o desfecho: condenação!


Bom, mas se o objectivo de Pacheco Pereira é enriquecer, então deve jogar na lotaria, porque onde se respeita a liberdade de expressão não há cavalheiros a viver da inquisição.

I Can See Clearly Now

por Zé Pedro Silva, em 30.09.09

Uma explicação impossível para "aquilo" que Cavaco disse: "Declaração que o Presidente leu ontem foi "trabalhada" pelo PS".

Assim se vê, a vulnerabilidade do PC

por Zé Pedro Silva, em 29.09.09
[caption id="attachment_2656" align="aligncenter" width="500" caption="Cavaco ao computador, i.e. a República Portuguesa está exposta aos hackers do Partido Socialista"][/caption]
[Fotografia: Presidência da República]

Uma declaração gonza

por Zé Pedro Silva, em 29.09.09

Imaginar que o Presidente da República ensandeceu é elementar. Na sua declaração, disse que nunca disse que suspeitava das suspeitas, mas que se pode suspeitar, que qualquer pessoa pode suspeitar, mas que ele nunca o escreveu, mas é grave escutarem, mas ele não disse que alguém escuta, mas chamou peritos, que dizem que pode acontecer, mas ele nunca disse isso, mas o Governo escutou, mas não é ele que diz, disse alguém que não podia ter dito, mas disse, mas pelo menos não foi ele, foi o outro, que ele já arrumou, mas não foi crime o que ele disse, e ainda bem que disse, porque há mesmo escutas, mas ele nunca o escreveu, e também não teve assessores a escrever o programa do PSD, mas podia ter tido porque outros tiveram, mas ele não teve, e como é que se sabia que os assessores dele estavam mesmo a escrever o programa?, deviam estar à escuta, pelo menos é o que diz o outro, mas ele não, nem escreve, os socialistas é que o queriam colar ao PSD, mas ele é particularmente rigoroso nisso, isso já escreveu e escreve, mas que há escutas não, nunca disse, diz o outro, e tem razão, os peritos confirmaram que se pode ler e-mails de outras pessoas, embora ele não o diga… só diz o outro e os peritos.

Lapso freudiano

por Zé Pedro Silva, em 29.09.09

O Presidente da República fará amanhã [hoje], dia 29 de Setembro, às 20:00 horas, uma declaração à comunicação social.



É este o comunicado da nossa presidência twitter, tão frugal nas palavras.


A verdade é que podia ter sido ainda mais frugal. Podia ter colocado "país" onde está "comunicação social", porque o Presidente deve fazer uma declaração ao país e não à comunicação social.


A comunicação social é um meio - sobretudo na Presidência do professor Cavaco.

Bem apanhada…

por Zé Pedro Silva, em 28.09.09
… a selva política do PPM.

Breves notas sobre os resultados eleitorais (mais ciência política)

por Zé Pedro Silva, em 28.09.09


1. Portugal tem poucos partidos, não tem?

2. Estiveram mais pessoas no concerto dos Xutos do que a votar em onze dos dezasseis partidos.

3. Qual concerto dos Xutos… estiveram mais pessoas na fila dos Pastéis de Belém do que a votar em onze dos dezasseis partidos.

4. Não sou grande coisa em contas, mas o PS mais o CDS dá-me maioria absoluta.

5. O MEP ficava à frente do PSD se houvesse mais uma semana de campanha.

6. As mulheres dos comunistas foram dormir para casa das irmãs.

7. Melõezinhos mesmo bons, madurinhos, esta semana e a próxima (e a outra) no sítio do costume, na sede do Bloco de Esquerda.

8. Faltaram três câmaras pereiras para o PPM chegar aos quinze mil votos.

Liga dos últimos

por Zé Pedro Silva, em 27.09.09
A sexta força política são os votos brancos. A sétima são os nulos. Depois está o MRPP, MEP, PND, MMS, etc..

As lágrimas dos crocodilos

por Zé Pedro Silva, em 27.09.09
Luís Filipe Menezes diz que está triste com o resultado. Sim, Luís Filipe Menezes, Passos Coelho e Santana Lopes – mais respectivas comitivas – devem estar tristíssimos.

Esta derrota gigante de Ferreira Leite é uma coisa muito chata.

Cada vez mais cêdêésses

por Zé Pedro Silva, em 27.09.09

O CDS conhece a primeira grande vitória eleitoral. O desempenho do partido na oposição e a fraquíssima candidatura do PSD contribuíram em muito para este resultado, mas é sobretudo a perseverança de Paulo Portas que merece elogio.

Pág. 1/10

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D