Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lóbi do Chá

Lóbi do Chá

Grandeza dos números

por Zé Pedro Silva, em 30.04.12

Um adepto do Porto, eufórico, falava à RTP. Explicou que é emigrante. Vive na Suíça, mas veio a Portugal este fim-de-semana porque o Porto podia ser campeão. Mandou um abraço para a comunidade de portistas de Neuchâtel e depois disse: «Somos só três, mas é uma grande comunidade.»

 

Ora, posto isto, ninguém pode criticar a PSP por dizer que dois são uma manifestação. Se três são uma grande comunidade...

Tiveram o calendário com eles

por Zé Pedro Silva, em 30.04.12

Parabéns ao Futebol Clube do Porto, mas diga-se, em abono da verdade desportiva, que teve alguma sorte, sobretudo com o calendário. É que mais umas jornadas e o Sporting limpava isto.

Está justificado

por Zé Pedro Silva, em 30.04.12

Não é de admirar a despesa dos governantes com refeições, porque é com papas e bolos que se enganam tolos.

Não leu o manual

por Zé Pedro Silva, em 25.04.12

O corajoso Rui Rio disse mal dos bancos. E eu a pensar que ele até podia, de facto, sonhar vir um dia ser primeiro-ministro. Agora, pode tirar os cavalinhos da chuva. É que os banqueiros são muito piores que a malta da escola da fontinha ou lá o que é.

Até uma cebola eu teria preferido

por Zé Pedro Silva, em 21.04.12

Como este é o mês do meu aniversário, o Clube Minipreço oferece-me "um refrigerante com gás marca Dia". Não sei como agradecer. Talvez com um pacote de Cheetos?

Vá lá, vá lá

por Zé Pedro Silva, em 20.04.12

Vítor Gaspar garantiu nos Estados Unidos que Portugal não vai pedir alteração do plano de ajustamento. Tal deve constituir para todos os portugueses razão de grande alívio, pois pelo menos já se sabe que o Governo não vai pedir às instituições internacionais para agravarem a dose de austeridade.

O grande sportinguista

por Zé Pedro Silva, em 20.04.12

Que alegria esta equipa do Sporting, muito bem liderada por Sá Pinto. Só se lamenta aquilo que se passa - e sabe-se lá o que se passa - na direcção do clube. Aliás, aproveito para pedir aqui publicamente ao Sá Pinto para se candidatar a presidente do Sporting. É perfeitamente capaz de liderar o clube e a equipa. E, já agora, o país. Sá Pinto - bem me lembra um amigo - podia candidatar-se a primeiro-ministro.

Todos expropriam, resta saber o quê

por Zé Pedro Silva, em 19.04.12

Na Argentina, expropria-se a Repsol (YPF). Em Portugal, expropria-se o consumidor.

Que futuro? E de quem?

por Zé Pedro Silva, em 18.04.12

Aí está o Álvaro, de novo em grande. O ministro da Economia e do Emprego - não se riam - foi dar uma volta pela Europa e percebeu que a média do valor dos despedimentos é ainda inferior ao da última revisão do código laboral, por isso está já a pensar em baixar isto ainda um bocadinho mais.

 

Com efeito, a nova ordem é esta: A flexibilidade. Dizem que é uma necessidade, que as coisas mudaram, que o mundo agora é assim, que as pessoas já não podem ter empregos para a vida.

 

Durante muito tempo concordei com isto. Hoje, no banho, descobri que não.

 

Quando é que os países, as suas economias, cresceram? Quando é que o mundo se desenvolveu e as pessoas passaram a viver melhor? Foi com leis laborais flexíveis ou boas garantias para os trabalhadores?

 

Sem dúvida, foi quando os trabalhadores estavam bem protegidos por leis amigas do trabalho e não do capital. A experiência das economias emergentes, com leis laborais historicamente flexíveis - se é que têm leis laborais - é outra: Empresários muito ricos, muitos milionários, uma enorme riqueza, mas um povo pobre e uma classe trabalhadora completamente explorada.

 

Esse é o caminho que leva agora a Europa. Desvalorizar o trabalho em nome do capital e do rendimento, com a desculpa de que o futuro é isso mesmo. Que futuro? E de quem?

Coisas que os piegas acham curioso

por Zé Pedro Silva, em 17.04.12

Há umas semanas a página oficial do Governo esteve em baixo. Agora está no ar mas com muitos erros e falhas. Fui ver quem a tinha feito. Grand Union é a empresa e diz-se lá, no portal do Governo, o seguinte: «Na sequência de um processo de consulta a várias empresas, a criação desta versão do Portal foi adjudicada à Grand Union Portugal.»

 

Pois bem, curiosamente, "na sequência de um processo de consulta a várias empresas", a criação do portal do Governo foi parar às mãos da empresa que fez a página do PSD.

 

Recorde-se que a página anterior do Governo estava perfeitamente actual, bem construída e funcional. Não era preciso uma página nova para rigorosamente nada. Mas o governo, que está a cortar em tudo, foi adjudicar uma nova e logo, por coincidência, a uma empresa que trabalha com o PSD.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D