Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lóbi do Chá

Lóbi do Chá

Dois depois das refeições. Se as nossas acções subirem, basta um

por Zé Pedro Silva, em 29.07.09

Já conhecemos o poder da indústria farmacêutica. Qualquer chafarica, por mais insignificante que seja, vai fazer triliões de euros até este post estar concluído.


Não custa assim tanto imaginar, portanto, que as lutas dentro da indústria, sobretudo em períodos de crise, podem resultar em gripes e sabotagens. É levemente conspirativo, bem sei, mas o negócio da droga não é para brincadeiras. E a gente não acredita em bruxas, mas…


Sei hoje por que motivo o mercado dos remédios esteve sempre também entre os que inviabilizaram a minha admiração pelo liberalismo. Há, com efeito, coisas que não podem ser exploradas nem ficar à mercê dos interesses das companhias. E os liberais até podem dizer que se não fosse assim não havia tanta investigação. Estão sempre a dizer disparates, não é agora que nos vamos chatear com eles.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D