Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lóbi do Chá

Lóbi do Chá

Eles gostam é de pântanos

por Zé Pedro Silva, em 30.09.13

O eleitorado português está mais uma vez de parabéns. Ao ir na conversa dos partidos e usar as eleições autárquicas para mostrar cartões vermelhos aos governos, voltou a enfiar o país num sarilho. Parabéns.

 

Tudo começou com Guterres. - Ah, estamos fartos do engenheiro. Vamos correr com ele nas autárquicas, especialmente votando no Santana em Lisboa. - E pronto, Guterres fugiu do Costa Concordia, qual Schettino . Depois veio outro Governo, de se lhe tirar o chapéu, como nos lembramos, e os portugueses voltaram a castigá-lo em eleições europeias, com o saudoso - para quem tem saudades - Durão Barroso a dizer que tinha percebido o sinal.

 

Agora isto. Cartão vermelho ao Governo de Passos Coelho com uma cacetada nas autárquicas. Governo enfraquecido, país num pântano. Parabéns. Andamos há décadas nisto. Os portugueses dão o poder mas depois não gostam e retiram legitimidade. Isso é um país ingovernável. Isso é um pântano como eternizou, e bem, o saudoso - para quem tem saudades - António Guterres.

 

Digamos, em abono da verdade, que esta até podia ser uma boa estratégia. Os eleitores podiam pôr os pontos nos 'i's em eleições intercalares - pessoalmente acho o conceito um desvio complicado à democracia e à organização política e a administrativa de um país, mas lá que pode ser feito, pode. Tanto pode, que é.

 

No entanto, não é nada boa estratégia. É péssima. Com este resultados autárquico, os portugueses - ou metade deles, para sermos rigorosos - disseram que não querem esta gente no Governo. Querem, portanto, a outra. A outra é o Partido Socialista, a menos que se entenda o crescimento da CDU como uma verdadeira alternativa de poder, mas se for isso avisem-me já para eu me pirar antes do sol se pôr.

 

Bom, os portugueses querem então o Partido Socialista, que naturalmente se vai apanhar no poder e dizer "ai, meu deus, como estes tipos deixaram isto, vocês bem tinham razão em querer-nos a nós, mas isto está muito estragado, vamos ter de fazer muitos cortes, vamos ter de manter a austeridade, o país está pior do que imaginámos".

 

Algum tempo depois, os portugueses voltam a sentir-se enganados - coisa que acontece de dois em dois anos, às vezes antes - e mostram o cartão ao PS, votando então nos santanas do PSD. E lá vai o Governo pelos ares ou fica uma temporada a apanhar bonés.

 

Tenho por isso uma pergunta ao eleitorado português: Está feliz? Acha que isto está a resultar? Um país que há duas décadas não tem dois anos seguidos de estabilidade política, seja por cartões vermelhos nas autárquicas, nas europeias ou nas presidenciais?

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D