Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lóbi do Chá

Lóbi do Chá

As 50 sombras da Lei

por Zé Pedro Silva, em 30.10.13

Embora reconheça que a evolução da espécie é uma coisa que leva o seu tempo, sou vigorosamente contra todo e qualquer tipo de violência. No entanto, transtorna-me particularmente a violência contra a família. Sim, porque isso de violência doméstica diz pouco sobre a gravidade do problema. Para mim, violência doméstica é bater na máquina de lavar roupa, fechar a porta do frigorífico com força ou dar pontapés no aspirador.

 

Quando alguém bate na mãe, no pai, na mulher, no marido ou nos filhos, não se deve generalizar a agressão, como se o sujeito tivesse batido em alguma coisa lá em casa. Não. E também não há vítimas de violência doméstica. Há vítimas do seu marido, da sua mulher, dos seus pais ou dos seus filhos.

 

Quando uma mulher é espancada pelo marido, não se pode dizer que ela foi vítima de violência doméstica. Isso era se tivesse caído do escadote. Na verdade, foi o animal com quem ela se casou ou juntou que lhe bateu. Foi ele. Não foi um rótulo, uma tipificação ou, pior ainda, um "flagelo social que afecta muitas mulheres". Que coisa mais horrível de se dizer. Isto é música para os ouvidos dos cobardes, que ficam assim como indivíduos anónimos pertencentes a um grupo indiscriminado. Assim até é mais fácil. Por exemplo, eu sozinho não sou capaz de roubar tabaco numa bomba de gasolina, mas trago cigarros, cerveja, jornais, revistas e detergente para lavar o carro se for no meio de uma claque.

 

Voltando ao início, para concluir, queria apenas dizer que transtorna-me particularmente a violência contra a família e que desejo com muita força que os homens que batem nas suas mulheres, encontrem a pessoa das suas vidas na prisão, estou a pensar, por exemplo, naquele recluso assim mais apaixonado e vigoroso, conhecido por nunca estar satisfeito.

 

"Mas isso também é violência!», pensará um ou outro leitor mais atento. Mas é falso. Isto não é violência. É amor. Vá, vamos deixá-los a sós.

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D